quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Tradução parcial do livro "Pesquisando o Sobrenatural" Autor: Ken Morita Parte 2

  Desafio do Foco 35 - o ápice
Até uns tempos atrás o Foco 35 era definido da seguinte maneira no Instituto Monroe. 
"Um nível além do pensamento humano e da noção do espaço-tempo. Uma vez que se entra neste nível, o ser humano não retorna mais."
Porém, após diversos experimentos, o curso foi liberado para participantes de modo geral.
Estava chegando a nossa vez de tentarmos acessar este nível.
(Será que vou conseguir?) - grande era a minha espectativa.
Acredito que o meu preparo para esta sessão estava sendo realizado desde antes de chegar ao Instituto. O curso 'Jornada ao Foco 35' é realizado duas vezes ao ano, nos meses de Janeiro e Junho. Há um ano atrás, apesar de minha grande espectativa, de alguma forma, senti de me inscrever para a data de Junho do ano seguinte. Durante este período de espera, havia realizado diversas pesquisas pelo mundo, com muitas experiências extraordinárias. 

Tradução parcial do livro "Pesquisando o Sobrenatural" Autor: Ken Morita Parte 1

A abreviatura do Instituto Monroe é MI. Os dirigentes do Instituto costumam chamar a este 'mundo aqui' de Here e o 'mundo acolá' de There; a sessão seguinte era denominado de "MIT" (abreviado de MI-There). O objetivo era acessar o Instituto Monroe construído no mundo não-físico.
Muitos participantes do curso já haviam acessado MIT no passado, e cada um ia 'construindo' o prédio do Instituto, cada qual conforme sua própria imaginação. No que foi sendo definido na imaginação cada vez mais, acabou se tornando tão sólido quanto o prédio do 'mundo aqui'.
A sessão teve início. Assim que acessei o 'foco 27', procurei pelo MIT. O ato de procurar, neste plano, não é como na terra, como sobrevoar a mata à procura de algum prédio. Naquela vez em que Ken-ichi voou comigo o objetivo era 'passeio turístico'. Para que mover-se para um determinado lugar, basta mentalizar a imagem mental daquela lugar e instantaneamente se encontrava no lugar. No meu caso achei que uma boa maneira de facilitar a ida era me deitar com a fotografia do prédio junto ao meu corpo físico, e foi o que havia feito.
Vi, então, uma espécie de construção como Partenon, da Grécia, um prédio feito de muitas colunas. O material da construção se parecia com mármore.
Ao entrar para dentro, encontrei uma escada para o subsolo. Desci a escada, e no final da escada estava uma porta. Estava escrito nela: "Sala de Entrevistas".
"Hum... então no MI deste lado se fazem entrevistas..." - pensando assim, bati a porta.
"Who are you?"
Ouvi uma voz me perguntando.
"My name is Ken" - respondi. 

sábado, 16 de outubro de 2010

UM POUCO DE MÚSICA, E MUITO ZEN...

(para pegar o fio da meada, comece a leitura do início e depois siga na ordem da postagem)

  video
Philip Glass "Metamorphosis 2" 
Se você conseguir ouvir a música até o fim, acompanhando a imagem do vídeo, conclui-se que é um excelente apreciador de arte. A vida jamais lhe parecerá monotônica, e continuará descobrindo sons e harmonias onde aparentemente não há.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

A LEI DA ATRAÇÃO

(para pegar o fio da meada, comece a leitura do início e depois siga na ordem da postagem)

G:  e aí mano Michio, como vai a noite aí, do outro lado do mundo?
M:  td legal, positivo, e vc?
G:  aki ta td certo
M:  novidadis...?
G:  ah.. meu patrão ta viajando e não me paga... to um tanto quanto irritado, pq ele ia depositar as contas do escritório mais o meu salário na conta da secretária dele, e até agora nada rsrs
M:  hehe... abençoa ele
G:  é, hahahaha   ... ufa.. ele acabou de ligar aki...   vai mandar a grana a tarde rsrs
M:  haha, legal.... nem deu tempo de abençoá-lo, rsrss, vai ver que a intenção ficou valendo, rsrs
G:  é hahaha  vc acredita na Lei da Atração, de O Segredo?

sábado, 12 de janeiro de 2008

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

(para pegar o fio da meada, comece a leitura do início e depois siga na ordem da postagem)
  G:  vc lembra que saiu aquela história de que um médico da UNICAMP fez a autópsia no ET de Varginha, e que o exército brasileiro ficou com as informações confidênciais... eu me pergunto se o governo tivesse mesmo encontrado algo.. porque não mostraria para o povo?

M:  dá a entender que existe uma espécie de acordo entre os governos, nada oficial, talvez promovido por EUA, de guardar segredo; os exércitos controlam estas informações que já possuem sobre visitas extra-terrestres e tudo mais, e a mídia também, de certo modo, de modo que o assunto é sempre tratado como loucura, coisa de alucinados

G:  teoria da conspiração mesmo hein... mas pq? porque não falar? o governo estaria abalado de alguma forma?

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

POR QUE TANTA CONDENAÇÃO NA BÍBLIA?

(para pegar o fio da meada, comece a leitura do início e depois siga na ordem da postagem)

ELOHIM, OS DEUSES?

G:  Elohim, este nome está no plural, não é? Deuses...

M:  é, pode ser traduzido por ‘deuses’; Deus não estava sozinho, eram muitos entre eles, pois eram muitos os seres divinos envolvidos na geração da Humanidade

G:  isso é meio complicado.. sempre achei que esse plural se referia ao Pai, Filho e Espírito Santo, de acordo com a teologia bíblica; é afirmado mil vezes que há um só Deus

M:  pessoalmente, acredito num só Deus, o Pai, que é a Fonte de tudo, mas não se trata de uma divindade com quem se pode falar, ou orar; isto pode até parecer uma mistura de monoteismo com politeismo.... mas a própria palavra ‘deus’ é muito vaga e cada cultura concebe o seu conceito de divindade

G:  vc acha que axiste algo mais espiritual, outra espécie de ser totalmente espiritual além de Deus e dos anjos?

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

E AS FONTES?

(para pegar o fio da meada, comece a leitura do início e depois siga na ordem da postagem)

G:  tu tae? como vai?

M:  opa

G:  pow... fico intrigado com suas fontes; donde vc tira as informações? vc tem alguma fonte que não seja escritos, uma fonte humana?

M:  eu leio de tudo, como você já sabe; se a fonte é humana ou não é relativo

G:  hum...

M:  acho que tudo é humano, tudo é sobrenatural – tem coisas que são de autoria humana mas estão recheadas de informações não-humanas – 'ficção cientifica, temas de fantasia, parecem coisas de adolescentes, mas às vezes estão recheadas de boas informações

G:  huuumm... e como vc sabe que essas "ficções" são mais que ficções?